Follow by Email

AMOR URANO


Uma homenagem à Anna Maria da Costa Ribeiro,
Astróloga, membro titular da Sociedade de Astrologia do Rio de Janeiro - SARJ;
da American Federation of Astrologers - AFA;
autora de quatorze livros e diretora da Escola Urantia, no Rio de Janeiro.

http://www.urantiam.com/artigos.html

***

"Eu sou uma flor
e de agora em diante,
quando você passar pelas alamedas,
pelas feiras do seu bairro,
pelos jardins ou lojas da cidade,
não se esqueça de me procurar.

Eu serei aquela flor
de cor mais alegre e pétalas mais abertas,
haste longa que lhe espia,
folhas lavadas com gotas ainda:
pois sou uma flor que ri.
Não me procure entre as flores tristes,
os príncipes negros de cores escuras e pétalas cerradas,
nem entre os crisântemos sofredores.
Quando você se encontrar com um ramalhete
lembre-se que sou aquela que sobressai
pela sensação de alívio e paz
que você sentir.

E se quiser
pode me colher e me levar com você.
Mas não me guarde,
escondida no seu bolso
ou sufocada em suas mãos,
nem me coloque sozinha
na sua mais bela jarra de cristal.
Posso até mesmo ficar sem água.
porque renasço toda vez que você encontra
uma flor que especialmente lhe agrada.
Posso ficar perto de outros objetos
- e isso é até bom
porque brilho no meio deles.
Posso também
ficar plantada numa terra firme
junto com minhas raízes,
como lá onde nasci.

Mas o que eu preciso mesmo
é ficar livre,
porque sou uma flor
que quer morrer por si mesma,
nunca numa jarra de cristal
despetalando-se,
nem na sua mão insegura
com minhas fragilidades.
Quando você andar por aí
e vir as flores
não deve se esquecer
que, certamente, estarei no meio delas
à espera
de que você me perceba
e talvez me leve,
mas me deixe livre.
Porque somente livre, ficarei ao seu lado,
e então, você conhecerá
o meu amor desprendido
sem pressa nem medo,
o meu amor irrestrito
que não me importa com as tempestades,
pois a flor na terra
sente o vento e sente a chuva,
mas sabe que o sol sempre vem,
como vem um dia atrás do outro".


Anna Maria da Costa Ribeiro

7 comentários:

  1. Quanta leveza!
    Qual o motivo da homenagem?
    Conta aê!

    ResponderExcluir
  2. Cuidado para não se misturar com as flores pois vai ser dificil separá-las.
    Beijo
    Paulo

    ResponderExcluir
  3. Bibi:
    A Anna é singular, cheia de sabedoria. Muito à frente do nosso tempo. Investiga como poucos a arte de decifrar a humanidade.
    A astrologia é só uma ferramenta de trabalho, que felizmente, ela utiliza com maestria.
    Paulo:
    Estou completamente misturada com as flores! Beijo

    ResponderExcluir
  4. Oi Ana,
    Eu moro em SP mas um dia eu ainda vou realizar o sonho de morar no Rio. E ai vou ver os shows do Rodrigo!

    ResponderExcluir
  5. Ivy: Claro! O Rio te espera! Mas olha, fica ligada, pq o Rodrigo costuma fazer shows aí tb!
    Te aviso.
    O novo cd dele vai para as lojas esta semana.
    Se quiser conferir, entra no:
    www.myspace.com/rodrigosantosoficial
    ADORO a música "Trem Bala"

    ResponderExcluir
  6. Ah! Estas flores. Tão fortes e tão frágeis. Assistem a tudo! Impossível vê-las e não admirá-las, impossível não notar suas cores, formas, leveza e fragilidade; e também sua resistência.

    São uns "bobos",todos aqueles que atravessam os seus caminhos e não dão oportunidade de abraçá-las e trazê-las para as nossas vidas.

    Sábio, sábio é o beija-flor.

    ResponderExcluir
  7. Bem vindo(a) LPSB!
    Não reconheci pela sigla, quem é?
    Adorei suas palavras. Verdade! Sábio mesmo é o beija-flor rs

    ResponderExcluir