Follow by Email

TRAJETÓRIA DO MAGNO AMOR

A vida em evolução. E como coadjuvante, o caos.
Sem ele, como provocar a Arte de pensar?

Pensar é uma atividade inevitável. Mas qual a determinação consciente dos nossos pensamentos?
Você presta atenção para onde você dirige os seus?

Em toda a humanidade, são poucos os Mestres que com sua genialidade, perturbaram nossa visão de vida.
E abriram janelas em nossas mentes.

Um deles, extremamente perturbador, foi insuperável na arte de pensar:
Jesus, de Nazaré.

Em alguns momentos, Jesus falava claramente o que pensava. Mas em outros, deixava que as entrelinhas falassem por ele.
E usava parábolas, que o tornava difícil de ser compreendido.
Ele se revelava e se ocultava o tempo todo.
E por que ele se comportava assim?
Ele queria provocar uma revolução no interior do ser humano.
Enquanto esteve entre nós, demostrou tolerância, humildade, justiça, solidariedade, contemplação do belo,
cooperação mútua, consideração pela angústia do outro.

Ele queria provocar a inteligência das pessoas que conviveram com ele.
E quebrar os parâmetros, sempre tão limitados.

E se adiantou no tempo ao falar sobre a mais traiçoeira das doenças que assolam nossa vida,
e estanca o prazer de viver:

A ANSIEDADE.

"Não andeis ansiosos pela vossa vida, pelo dia de amanhã... basta a cada dia o seu próprio mal" (Mateus - Capítulo 6)
Foi o que ele disse para seus amigos pescadores.

E disse também:
"Olhai os lírios dos campos".
Para que eles pudessem extrair o prazer dos pequenos momentos da vida,
com alegria, inteligência e simplicidade.

Foi assim que ele mostrou o caminho do GRANDE AMOR.

Aproveito para agradecer a todos vocês, meus amigos, parentes, vizinhos
e transeuntes que encontro ao longo dos meus dias, e que, com suas DÚVIDAS, ALEGRIAS e INCERTEZAS,
me fazem ser alguém melhor.

Feliz Páscoa! Feliz RECOMEÇO todos os dias!

Ana Martins

Nenhum comentário:

Postar um comentário